quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Fraude do multiculturalismo ou diversidade

Fraude do Multiculturalismo
Por Debbie O’Hara

             

Sem dúvida a maioria das pessoas nesse país concordaria que as escolas do governo estão fracassando com nossas crianças. A resposta imediata do governo ao problema é sempre uma carência de fundos, mas eu espero convencê-lo que o verdadeiro problema por detrás da falha dessas escolas é bem mais sinistro do que isso. O verdadeiro culpado não é a falta de dinheiro, mas os programas malignos sendo promovidos sob um guarda-chuva de um termo chamado multiculturalismo, melhor conhecido como diversidade.

Infelizmente, parece como se a maioria das pessoas tivesse comprado o argumento da falta de fundos que o governo colocou diante de nós. Em verdade, nas recentes eleições de 02 de Março, meu estado natal da Califórnia passou algumas medidas que darão bilhões a mais para as escolas locais. Pessoalmente acho que a resposta do dinheiro muito difícil de entender depois de ver o Relatório da Condição da Educação de 2003 publicado pelo Centro Nacional de Estatísticas da Educação.

Em 1991-92, a o custo médio anual para educar uma criança nas escolas públicas era de $6,729. Por volta de 1999 –2000, o número anual escolar ajustado pela inflação era de $8,105. Isto é um crescimento de 20% em dólares reais em menos de 10 anos. Conforme podemos ver, mesmo depois de gastar exorbitantes quantias de dinheiro em educação, muitas das crianças da América estão se formando depois de 13 anos de escola, basicamente iletrados.

Como pode ser ? Como podem as escolas estar falhando com tanto dinheiro sendo nelas investidos? É possível que possivelmente os objetivos dos pais e dos objetivos do governo não sejam os mesmos? Poderia ser que nos olhos do governo as escolas não estejam falhando em tudo, mas estão realmente alcançando seus objetivos ocultos ?

Os objetivos do governo parecem ser muito claros na área acadêmica e pesados em lavar o cérebro com o que é chamado de multiculturalismo ou diversidade. Muitas pessoas provavelmente desejam saber o que poderia estar errado com isso. Nossas crianças necessitam aprender a respeito de outras culturas, não? Certamente nós deveríamos concordar que aprender a respeito de outras culturas é importante, mas aquilo que colocam no currículo escolar não está falando a respeito de aprender as culturas de outros povos do mundo como aqueles da Índia, China, Japão e assim em diante. Multiculturalismo é um eufemismo para o mito da diversidade. Nós temos campus cheios de gente que olham diferente, mas são programas para pensar da mesma forma. Enquanto o multiculturalismo sendo promovido nas escolas não parece ter uma definição clara, nós podemos ver uma vasta disposição de causas que é promovida sob esse nome – consciência da AIDS, homossexualismo, feminismo radical, moléstias sexuais etc. Mesmo professores nos níveis elementares e nível ginasial têm sido ensinados a oferecer um currículo escolar mergulhado no multiculturalismo a seus estudantes.

Enquanto nos contam que nossas crianças estão obtendo uma educação livre de valores porque todas as culturas estão sendo tratadas igualmente, nós sabemos que esse enunciado não é verdadeiro porque os valores tradicionais do Ocidente são condenados. A diversidade promovendo Multiculturalistas tem eliminado distinções tradicionais entre homem e mulher e nos contam que restrições sexuais devem ser deixadas de lado. Nossas crianças são ensinadas que a moralidade é opressiva porque não leva em conta os “estilos de vida alternativos” das “minorias”. Como pode um sistema educacional que promove o homossexualismo ser considerado livre de valores? Nenhuma religião maior perdoa o homossexualismo. Às crianças da América estão sendo ensinados valores em nome da diversidade que muitos pais gastam 18 anos tentando se certificar que elas não absorvam.

Um currículo escolar multicultural põe mais ênfase em fazer os estudantes sentirem-se bem do que nos estudos. Os professores não estão interessados em fatos, mas somente em como seus estudantes se sentem. Professores nunca pensariam em discutir a natureza belicosa dos Apaches que incluíam tortura ritual. Na realidade, se um estudante era educado para a verdade, ele seria considerado intolerante. Ensinar o mito ao invés do fato é mais importante no ensinamento Multicultural porque se os livros de história real das culturas não Ocidentais estavam sendo lidos, essas outras culturas perderiam muito de sua atração. Para certificar-se que a verdade seja abafada, o Multiculturalismo tem nos oferecido o “politicamente correto”. Ou todos observem melhor seu discurso ou poderão terminar em um processo. Posto que o multiculturalismo não pode ser sustentado racionalmente, o discurso tem que ser suprimido para prevenir as pessoas de desafiarem suas premissas fundamentais. Neutralidade é uma pretensão porque nós realmente trocamos os antigos valores da civilização Ocidental por um novo conjunto de valores. Todas as culturas são faladas de uma forma positiva, exceto a cultura Ocidental porque ela acredita em uma verdade transcultural e que é a única coisa que não pode ser tolerada. Rejeitando os valores do Ocidente, Multiculturalistas obviamente não podem dizer que eles não acreditam em julgamento de valor.

Multiculturalismo por si se torna a nova cultura . É uma cultura de culpa em lugar de responsabilidade individual onde a ênfase é sobre vítimas e complexo de vítima(*). Disfunção é o novo padrão e parece que as vítimas não podem cometer erros. Nós temos os irmãos Mendez que admitiram ter matado seus pais, mas não foram condenados porque o júri ouviu que eles haviam sido abusados. Um julgamento de $2.9 milhões contra o McDonalds foi adjudicado a uma mulher que sofreu queimaduras quando ela derramou um copo de café que ela estava segurando entre suas pernas em um carro em movimento. Que insanidade!

Multiculturalismo é também uma cultura de diferenças radicalizantes. Em vez de unir o povo Americano ensinando-o o que significa ser um Americano, celebra-se as “diferenças”. As escolas públicas em minha área promovem slogans como “Celebrar nossas Diferenças” e “Unidade na Diversidade”, mas eu não vejo unidade; Eu vejo divisão. Eu pensava que a segregação era supostamente uma coisa má, mas você pode ir até quase todo campus na América e encontrará estudantes que estão celebrando suas diferenças, escolhendo segregar-se em clubes especiais por raça, times de futebol, sexo ou preferência sexual. Eu escuto sobre perturbação na escola secundária local para aqueles que não desejam integrar esses clubes.

Eternos descontentes são também educados pelo Multiculturalismo. Não há orgulho instilado nesses estudantes a respeito de ser Americano. Em vez disso, suas recém-descobertas identidades são baseadas em seus grupos “vítima” que estão à procura de opressores. Opressão é a espinha dorsal de sua identidade; tanto quanto um caçador de bruxas, opressores devem ser encontrados ou seu status de eterna vítima, e, portanto, sua identidade, seria perdida. Multiculturalismo causa horrenda dissensão entre as raças, sexos e entre membros da família. Mais frequentemente do que não as reais vítimas são aqueles que são escolhidas por represália através de qualquer falha de si mesmo. Essas pessoas não são moralmente defeituosas – apenas sem sorte. Ninguém está seguro dessa caça às bruxas porque não há realmente quaisquer regras que você possa ensinar a alguém para dizer a ela ou a ele como não ofender. Todos os atos individuais em caminhos imprevisíveis que tantas pessoas sentem, são preferíveis a manter-se em contato com seu próprio grupo porque não vale a confusão que você poderia causar a alguém de um outro grupo. Tanto para o mito da unidade.

Multiculturalismo é uma longa corrente de vitimização e vingança que favorece somente certos subgrupos de pessoas. Um exemplo é o crescente número de Negros Americanos exigindo reparações para a escravidão. Nunca lembre que não há quaisquer Negros Americanos vivos que foram alguma vez escravos ou Brancos Americanos que eram proprietários de escravos. Verdade e justiça não são o objetivo. O objetivo parece ser ganhar o status dominante preferido às expensas dos outros. Somente uma raça, um sexo, uma preferência sexual particular etc. que faz parte da mesma ideologia “politicamente correta” conforme as elites multiculturalistas elites consigam esse status dominante especial. Como pode o multiculturalismo possivelmente ser imaginado superior à tradição religiosa do Ocidente que traz perdão, redenção e salvação para todas as classes de pessoas?

O multiculturalismo tem causado a desconstrução de todo significado de uma educação infantil. A procura do Ocidente pela verdade universal foi trocada pela aridez do Multiculturalismo. Não há qualquer suporte em que nossas crianças podem decidir o que é importante e o que é trivial. Sem a verdade somente as últimas modas se tornam a base da instrução. Nós temos uma geração de crianças procurando por significado no que parece ser um mundo sem significado. Mesmo se elas não acreditam no lixo multicultural, elas são ensinadas, elas ainda não têm as ferramentas básicas que elas precisam para procurar pela verdade e significado em suas vidas. Os anos mais importantes das crianças mais brilhantes da América estão sendo desperdiçados.

Por que as crianças da América estão sendo idiotizadas e roubadas de uma educação verdadeira? Por que elas estão sendo ensinadas a competir por status de vítima e de certo modo a pensar que alguém mais deve-lhes um modo de viver? Porque a verdade objetiva de nossos mestres Multiculturais que dirigem as escolas públicas quer fazer de nossas crianças bons pequeninos socialistas. E é o que os socialistas fazem – viver às expensas dos outros.

O propósito do movimento cultural é alterar radicalmente nossa cultura inteira de forma a idiotizar  nossas crianças a fim de tornar um Governo Mundial Socialista (comunismo) aceitável a elas. A intenção é remover todas as fronteiras e destruir a nacionalidade. Seus planos estão se desenvolvendo bem. Nós podemos ver nosso atual Presidente, George W. Bush, seguindo durante todo tempo a mesma estrada que as últimas duas administrações. E dificilmente uma espiada no povo Americano! Eu escuto o mesmo aturdido silêncio quando Juízes da Suprema Corte, tipo Sandra Day O’Connor, falam a respeito da importância de levar a lei internacional em consideração ao tomar decisões que afetam nosso país. Bom para a Constituição Americana. Bom para a liberdade Americana. Grupos de pessoas estão tão furiosos uns com os outros, que não percebem quem são os verdadeiros opressores.

Ainda é possível às pessoas aprender a verdade, mas elas terão que fazer isso por sua própria conta. A razão que Deus põe os pais no dever de educar seus filhos crianças deveria ficar óbvio agora, e nós precisamos tomar de volta esse papel. Nós encaramos uma dura batalha porque estamos na segunda geração do multiculturalismo. Muitos pais são tão tolos quanto suas crianças sobre o que está acontecendo em nossas escolas e em nosso país como um todo. Eu não tinha em mim um sinal até cerca de dez anos atrás quando eu descobri durante o tempo inteiro com meus próprios filhos enquanto estudavam em casa.

Não há dúvida em minha mente que o futuro desse país está nas mãos dos pais que cuidam o suficiente do futuro de seus filhos para tomar sacrifícios quais sejam necessários a fim de dar-lhes uma educação adequada. Às crianças precisam serem ensinadas a verdade porque sua liberdade depende dela. O Socialismo (comunismo) foi responsável pela morte de centenas de milhões de vítimas infelizes somente no século XX.

(*)“Veritas filia temporis, non auctoritatis (A verdade é filha do tempo e não da autoridade)” – Frase proferida por Galileu Galilei diante do tribunal da Santa Inquisição.

Fonte : NewsWithViews.com

Abraços

2 comentários:

  1. Excelente post! Parabéns pelo blog.

    Valmir de Souza
    www.valmirdesouza.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um abraço, Valmir. Sinta-se sempre bem vindo.

      Excluir

"Numa época de mentiras universais, dizer a verdade é um ato revolucionário."
George Orwell

"Até que os leões tenham seus próprios historiadores, as histórias de caçadas continuarão glorificando o caçador."
Eduardo Galeano

Desejando, expresse o seu pensamento do assunto exposto no artigo.
Agressões, baixarias, trolls, haters e spam não serão publicados.

Seus comentários poderão levar algum tempo para aparecer e não serão necessariamente respondidos pelo blog.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

Agradecido pela compreensão e visita.