quarta-feira, 23 de julho de 2014

Soldado de Israel, tigre de papel

Na guerra terrestre em Gaza, Al Qassam captura soldado israelense e mata outros 52.


Site Al Qassam - Ezzedeen Al Qassam anunciou à tarde (22 Terça-julho de 2014), que as suas operações contra as forças israelenses resultou na morte de 52 soldados israelenses desde o início da guerra de Israel em Gaza, incluindo oficiais superiores.

As Brigadas detalhou em seu Comunicado Militar que este número não inclui aqueles que mataram discretamente dentro dos veículos militares, e este número é apenas os mortos nos confrontos diretos.

Vale ressaltar que a maior parte dos soldados e policiais foram mortos eram da chamada elite do exército israelense como "Golani", "Egoz" (elite da elite!) E "pára-quedista".

As Brigadas acrescentou que seus membros foram capazes de destruir 36 veículos militares, lugares 35 lugares alvo foi Forças israelenses barricado com 33 artefatos explosivos e sniped 11 soldados.

Anteriormente, o Al Qassam informou ter capturado um soldado israelense numa batalha heróica a Unidade Especial israelense no bairro At Tuffah de, Israel tentou ignorar esta questão por mais de dois dias, mas voltou atrás e reconheceu a perda de soldados nos confrontos.

Fonte: http://www.qassam.ps/news-8667-In_the_ground_war_on_Gaza_Al_Qassam_captures_Israeli_soldier__kills_52.html

Considerando-se as diferenças bélicas em tecnologia, modernidade, poder de fogo, capital e acesso aos materiais necessários, pela quantidade de veículos blindados, tropas, aeronaves etc entre a latrocida Israel e a encurralada Palestina que nem forças armadas possui como qualquer país tem, estas 52 baixas são vergonhosas e revelam a farsa que são esta IDF que só é muito valente e eficiente em bater e abater crianças, mulheres e indefesos.

Abraços

5 comentários:

  1. O mesmo ocorre na Síria, meu caro.
    O mossad faz todo tipo de sordidez, patrocina mercenários a torto e direito, tem todo o poderio bélico e tecnológico (financiado por EUA e Alemanha principalmente) e o Al Assad não só resiste como se reelegeu.

    O negócio é continuar batendo, denunciando, chutando as "búndegas" dessa cambada para ver resultados positivos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.youtube.com/watch?v=AjxoPgQRWWw

      Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. Se numa pedra dura é assim, imagine a facilidade numa "pedra" com pés de barro.

      Abraços

      Excluir
  2. Acredito que os números são bem maiores, li uma notícia que só em uma emboscada tinham morrido mais de 30 soldados em outra 13 em outra 15.
    Devem estar mantendo o número de baixas lá embaixo para não causar pânico entre os outros soldados.
    IDF só sabe matar civil desarmado.

    ResponderExcluir
  3. Tiago,é verdade.Os números são maiores.Foram 2400soldados do IDF mais13 caças e 27 tanques.Eles escondem os fatos.Como não podem combater o Hamas,atacam as cidades como retaliação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acaso teria a fonte dessa informação?

      Obrigado.

      Excluir

"Numa época de mentiras universais, dizer a verdade é um ato revolucionário."
George Orwell

"Até que os leões tenham seus próprios historiadores, as histórias de caçadas continuarão glorificando o caçador."
Eduardo Galeano

Desejando, expresse o seu pensamento do assunto exposto no artigo.
Agressões, baixarias, trolls, haters e spam não serão publicados.

Seus comentários poderão levar algum tempo para aparecer e não serão necessariamente respondidos pelo blog.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

Agradecido pela compreensão e visita.