sábado, 2 de agosto de 2014

Carta urgente ao povo brasileiro

CARTA AO POVO BRASILEIRO: POR GAZA, PELA PALESTINA, PELA HUMANIDADE!



Só hoje, 1º de agosto, foram 160 mortos palestinos! O saldo dos ataques do estado terrorista de Israel no seu 22º dia, de 08/07 á 01/08, é trágico, uma catástrofe humanitária, que demonstra, aos olhos do mundo, a crueldade e covardia de um governo, de um estado fora da lei.

Faixa de Gaza – Palestina:
- 1.610 MORTOS , sendo 80% civis
- 8.760 FERIDOS
- 6.920 ataques aéreos (sem contar, os ataques por mar e terra)
- 9.245 casas destruídas
- 450.000 desabrigados/deslocados (25% da população da Faixa de Gaza)
- Estações de energia elétrica totalmente destruídas
- Redes de fornecimento de água e redes de esgoto , mais de 60% inoperantes

 Israel:
- 72 mortos , sendo 14% civis

Não podemos, não devemos dar trégua a esse estado assassino, uma ameaça para toda a humanidade.

Agradecemos as milhares de manifestações de apoio e solidareiade que temos recebido de todo o Brasil. Agradecemos a todos pelas centenas de atos publicos nas ruas de norte a sul do Brasil.

Agradecemos a atitude nobre e enérgica da Presidente Dilma em repudiar o massacre e retirar de Israel o nosso embaixador brasileiro.

Com todas as pressões nacionais e mundiais, o governo israelense continua seus crimes e afronta todas as leis só sistema jurídico internacional, não cumpre as resoluções da ONU, rasga a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Mais ações se fazem urgentes!

Pedimos à Presidente Dilma, na carta que lhe enviamos em 24/07/14, para que retire do Brasil o Embaixador de Israel e rompa os acordos comerciais, científicos e militares com Israel.







PEDIMOS A TODO O BRASIL, HOMENS E MULHERES,ORGANIZAÇÕES, ENTIDADES E MOVIMENTOS DE TODA A SOCIEDADE CIVIL:

- Que organizem mais e mais manifestações de repúdio ao massacre israelense contra Gaza;

- Que enviem milhões de mensagens para a Presidente Dilma, através do site “FALE COM A PRESIDENTA” -  https://sistema.planalto.gov.br/falepr2/index.php -  e escrevam:

1 - PRESIDENTE DILMA, EXPULSE O EMBAIXADOR DE ISRAEL NO BRASIL!

2 - PRESIDENTE DILMA, ROMPA OS CONTRATOS E ACORDOS MILITARES, CIENTÍFICOS E COMERCIAS COM ISRAEL!

Por Gaza, pela Palestina, pela humanidade!

Porto Alegre, 01 de agosto de 2014.

FEPAL - FEDERAÇÃO ÁRABE PALESTINA DO BRASIL

MENSAGENS DA FEPAL:

Carta Aberta à Presidente Dilma de 24/07/14: http://migre.me/kC4xr

Veja a lista de atos de solidariedade em todo o Brasil: http://migre.me/kDmzC

Quando o anão moral Israel atacará o Brasil? :  http://migre.me/kDjZU

Israel, pare de assassinar as crianças e mulheres palestinas: http://migre.me/kL4bx

Fonte: https://www.facebook.com/notes/678735528882816/

Abraços

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Mesmo assim devemos mostrar nossa civilidade, humanidade e compaixão pelos palestinos. Servirá a ela de alerta também.

      Divulgue, por gentileza.

      Abraços

      Excluir
  2. Em meu próximo post, pretendo comentar sobre toda essa insânia sionista e essa carta vai auxiliar bem.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Expedição Punitiva: como é na realidade uma operação militar em áreas como Gaza e/ou Cisjordânia - é sempre punitiva aos civis - não tecnicalizando muito, vamos entender um exemplo da doutrina israelense:

      1. Um drone identifica o lançamento de Qassam ou R75 disparado de um prédio em Gaza (Gaza, nas áreas centrais é uma conurbação urbana - tipo uma favela - prédios de até 5 andares, espremidos e grudados uns aos outros).

      2. Opção 1: Com o drone ainda acima, marcando o objetivo (laser, IR, GPS), aviões F-16 ou helicópteros Apache, lançam mísseis ou bombas. A menor tem o impacto de 50 kg de explosivo - ou seja, atinge a "janela", o resto do prédio, casas vizinhas - a IDF geralmente avisa do ataque com 3 minutos de antecedência para as pessoas saírem do local, muitas não saem, e as que saírem não terão mais casa para voltar.

      2.1. Opção 2: Caso o objetivo esteja ao alcance da artilharia (muito mais barato que aeronave), envia-se um mini-drone (skylar) para orbitar a área, confirma-se, e "meia-bateria" (2 canhões de 105 mm M109), disparam 2 salvas por peça - o que ocorre após: o mesmo da opção 1.

      3. Opção 3 - a mais "punitivas" contra civis são totalmente terrestreS: creio que poucos fazem ideia do que seja um tanque Merkava III/IV Baz ou um VCI Achazarit de 65 e 40 toneladas de blindagem, um canhão de 120 mm, mais metralhadoras, mais, em um GC urbano (1 Merkava + 4 Achazarit) 40 infantes armados até os dentes - A "doutrina": tanques e blindados quando atuam em áreas urbanas, densas em construções, tornam-se alvos fáceis, portanto as IDF atuam assim: a) destruir o objetivo b) "limpar" área e estabelecer um perímetro defensivo - Como ela o faz: simplesmente destroem-se todas as edificações em um raio de 15 há 20 metros como casas, prédios, escolas, o que for, colocando-se tudo abaixo ao nível do chão.

      4. Punição da "fome": é cruel. Imaginem estar com um barco de pesca, uma traineira, aportada , há 6 milhas náuticas de seu ancoradouro, cardumes passando pelo Mediterrâneo, e seu barco não podendo ir além de 3 milhas da costa, onde nada tem, e caso se arrisque devido ao desespero da fome, será afundado sem prévio aviso por disparos de uma lancha de patrulha israelense.

      O Hamas, um grupo de resistência, que é classificado como "terrorista" (o Haganah e Palmachim tambem já o foram, Begin, Tumpledoor, de acordo com o otomanos e depois os ingleses, assim os consideravam), mas quem se vê sem perspectivas, sem casa, com parentes mortos, filhos mortos, irmãos mortos, sem remédios, sem energia, sem água, sem nada, na maior humilhação, usurpação, violência e injustiças, não sejamos "coxinhas" como disse a judia Hannah Szenes (nome anglicanizado como Hannah Senesh ou Chana Seneshou) os resistentes do Gueto de Varsóvia - Resistir, matar, antes de morrer.
      ----------------
      Disse o rabino Yaacov Perrin: "Um milhão de árabes não valem a unha de um judeu".

      http://almanaque.folha.uol.com.br/florestan15.htm

      Excluir

"Numa época de mentiras universais, dizer a verdade é um ato revolucionário."
George Orwell

"Até que os leões tenham seus próprios historiadores, as histórias de caçadas continuarão glorificando o caçador."
Eduardo Galeano

Desejando, expresse o seu pensamento do assunto exposto no artigo.
Agressões, baixarias, trolls, haters e spam não serão publicados.

Seus comentários poderão levar algum tempo para aparecer e não serão necessariamente respondidos pelo blog.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

Agradecido pela compreensão e visita.