domingo, 13 de abril de 2014

Alvará Real dá pena de morte para maçons

Ficheiro:DomJoãoVIemPortugal.jpg
Desembarque de D. João VI em Lisboa.

Quando D. João VI (nome completo: João Maria José Francisco Xavier de Paula Luís António Domingos Rafael de Bragança; Lisboa, 13 de maio de 1767 — Lisboa, 10 de março de 1826) veio de Portugal para o Brasil, obrigado a fugir de Portugal quando as tropas napoleônicas invadiram o país, chegando à colônia enfrentou revoltas liberais que refletiam eventos similares na metrópole, e foi compelido a retornar à Europa em meio a novos conflitos.

Já em terras brasileiras, em 30 de Maio de 1818, o Imperador João VI publica um Alvará Real (decreto) proibindo, sob pena de morte, a Maçonaria e sociedades secretas no Brasil. Não os queria em seu reinado por os considerar umas térmitas.

Alvará Real de 30 de Março de 1818:

"Eu El Rei faço saber aos que este alvará com força de lei virem, que tendo-se verificado pelos acontecimentos que são bem notórios o excesso de abuso a que tem chegado as Sociedades Secretas, que, com diversos nomes de ordens ou associações, se tem convertido em conventiculos e conspirações contra o Estado , não sendo bastantes os meios correcionaes com que se tem até agora procedido segundo as leis do Reino, que prohibem qualquer sociedade, congregação ou associação de pessoas com alguns estatutos, sem que elas sejão primeiramente por mim autorisadas, e os seus estatutos approvados: e exigindo por isso, a tranquilidade dos povos, e a segurança que lhes devo procurar e manter, que se evite a ocasião e a causa de se precipitarem muitos vasallos, que antes podião ser uteis a si e ao Estado, se forem separados delles, e castigados os perversos como as suas culpas merecem; e tendo sobre esta materia ouvido o parecer de muitas pessoas doutas e zelosas do bem do Estado, e da felicidade dos seus concidadãos, e de outras do meu Conselho e constituidas em grandes empregos, tanto civis, como militares, com as quais me conformei: sou servido declarar por criminosas, e proibidas tôdas e quaesquer sociedades secretas de qualquer denominação que ellas sejão, e com os nomes e forma já conhecidos, ou debaixo de qualquer nome ou forma que de novo se disponha e imagine; pois que todas e quaesquer deverão ser consideradas d'agora em diante, como feitas para conselho e confederação contra o Rei e contra o Estado"

Alvará Real de 30 de Março de 1818.
(http://ecmbra.blogspot.com.br/2011/12/alvara-de-dom-joao-vi-contra-maconaria.html)

Não obstante as atribulações a que foram submetidos seu Reinado, pessoa e povo brasileiro pelas diversas sociedades secretas, deixou uma marca duradoura especialmente no Brasil, criando inúmeras instituições e serviços que sedimentaram a autonomia nacional, sendo considerado por muitos pesquisadores o verdadeiro mentor do moderno Estado Brasileiro. Apesar disso, é até hoje um dos personagens mais caricatos da história luso-brasileira, sendo acusado de indolência, falta de tino político e constante indecisão, sem falar em sua pessoa, retratada amiúde como grotesca, o que, segundo a historiografia mais recente, na maior parte dos casos é uma imagem injusta. Toda esta injúria que se faz impunemente é parte da vingança da Maçonaria deste grande bem-feitor da Nação e povo brasileiro.

Ficheiro:Beijamao.jpg
Registro da cerimônia do beija-mão na corte carioca de D. João, um costume típico da monarquia portuguesa. Hoje, triste e estranhamente vemos "caciques" da política nacional e presidenciáveis pelo Brasil fazer o beija-mão à Maçonaria. Por quê? Por que se ajoelham, feito serviçais, ante esta instituição anticristã 

Quem lê sobre a Maçonaria, é informado em biombo, que as três principais linhas que a norteiam são os princípios da Revolução Francesa (em verdade um golpe de estado siono-maçônico contra a soberania da França): Liberdade, Igualdade e Fraternidade. Mas belos princípios não fazem necessariamente belos homens nem belas ações. Que ninguém se iluda.

Veja também:
http://desatracado.blogspot.com.br/2014/04/maconaria-faz-manifestacao-contra-dilma.html

http://desatracado.blogspot.com.br/2014/04/macons-enriquecem-com-guerras_11.html

http://desatracado.blogspot.com.br/2014/04/a-maconaria-estratega.html

http://desatracado.blogspot.com.br/2014/02/pedofilia-e-maconaria.html

https://desatracado.blogspot.com.br/2014/02/franceses-protestam-contra-maconaria.html

http://desatracado.blogspot.com.br/2014/01/relembrando-protesto-contra-maconaria.html

http://desatracado.blogspot.com.br/2014/01/judeus-fora-da-franca-gritam.html

Abraços

2 comentários:

  1. Seu filho D Pedro I foium grande maçom. Interessante.

    ResponderExcluir

"Numa época de mentiras universais, dizer a verdade é um ato revolucionário."
George Orwell

"Até que os leões tenham seus próprios historiadores, as histórias de caçadas continuarão glorificando o caçador."
Eduardo Galeano

Desejando, expresse o seu pensamento do assunto exposto no artigo.
Agressões, baixarias, trolls, haters e spam não serão publicados.

Seus comentários poderão levar algum tempo para aparecer e não serão necessariamente respondidos pelo blog.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste blog.

Agradecido pela compreensão e visita.